Índia

Destino de férias exótico
Fotos de: Índia
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
O que visitar
Onde Comer
Onde Divertir
Consulados & Embaixadas
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

Outros destinos turísticos em:
Índia
Goa, India
Agra
Délhi

Índia
A Índia, é um país da Ásia Meridional. É o segundo país mais populoso, sétimo maior em área geográfica e a democracia mais populosa do mundo. Delimitada a sul pelo Oceano Índico, pelo mar da Arábia a oeste e pela Baía de Bengala a leste, a Índia tem uma costa com 7 517 km de extensão.
O país faz fronteira com Paquistão a oeste, com a República Popular da China, Nepal e Butão a norte e Bangladesh e Mianmar a leste. Os países insulares do Oceano Índico — Sri Lanka e Maldivas — estão localizados bem próximos da Índia.
A Índia é uma república composta por 28 estados e sete territórios da união com um sistema de democracia parlamentar. O país é a décima maior economia do mundo em Produto Interno Bruto (PIB) nominal, bem como a terceira maior do mundo em PIB medido em Paridade de Poder de Compra.
Língua oficial
Hindi e Inglês
Moeda
Rupia
Documentação
As autoridades indianas exigem que os documentos de viagem (passaporte) tenham uma validade mínima de 6 meses.
Para entrada na Índia é necessário visto que deve ser obtido antes da partida junto das Missões Diplomáticas e Consulares indianas no estrangeiro. A prorrogação da duração do visto pode ser feita no país junto do Ministério da Administração Interna.
Se é possuidor de um visto de turismo (T), e de acordo com a nova legislação em vigor, deixa de ser necessário observar um período mínimo de 2 meses até poder voltar a entrar no país com o mesmo visto. Não obstante, as condições de permanência na Índia com visto de turismo não são por vezes claras, recomendando-se que consulte a Embaixada da Índia que emitiu o visto sobre essas mesmas condições, bem como a consulta da informação prestada pela Governo indiano através das Embaixadas ou serviços Consulares da India no país de residência do viajante.
Turismo
Em pleno século 21, a terra de figuras inspiradoras como Buda e Gandhi ainda mantém as suas cores e misticismo, motivando viagens que vão muito além das mundanas excursões turísticas. Porém, em fervilhante e constante mutação, a Índia de hoje também mira o futuro inspirando-se como nunca na imagem de magnatas como Lakshimi Mittal e Ratan Tata. Empreendedorismo com espiritualidade, uma combinação bem moderna.
Uma pequena amostra dessa impressionante nação de mais de um bilhão de habitantes, dezenas de idiomas e religiões é dada no triângulo de ouro, a rota entre a capital, Nova Deli, a linda Agra e Jaipur, no coração do estado do Rajastão.
Em Nova Deli há um encontro marcado com um cenário pluricultural, caótico e vibrante, misturando burocratas governamentais, jovens esperançosos e executivos de multinacionais. Barulhenta e com um tráfego urbano tão conturbado, a cidade mantém espaços monumentais como a grande mesquita de Jama Masjid, o imponente Forte Red e uma vida quotidiana agitada, repleta de cafés, lojas e restaurantes, em Connaught Place.
O desértico Rajastão reserva paisagens maravilhosas e uma das cidades mais singulares do planeta em Jaipur, com os seus edifícios de paredes rosadas à sombra do esplendoroso Forte Amber.
Em Agra, duas grandes jóias da arquitetura deleitam os viajantes há séculos: o Forte Agra e o belíssimo Taj Mahal. Este último em especial é uma daquelas obras que qualquer bom viajante deveria colocar como um dos dez destinos obrigatórios de uma vida.
Fora do triângulo, descubra outros destinos como a hedonista antiga colónia portuguesa de Goa e os templos de Khajuraho, repletas de entalhes e esculturas eróticas. Outros centros de destaque são metrópoles que mudaram recentemente de nome, como Kolkata (a antiga Calcutá), Chennai (Madras) e Mumbai (Bombaim).
Por fim, nenhuma viagem à Índia é completa sem assistir ao nascer do sol nas margens do rio Ganges, em Varanasi (Benares). A Índia testa todos os seus sentidos ao máximo, provocando sensações extremas e fascinação, paixão e desconfiança. Mas, logo perceberá, ninguém lhe fica indiferente.
Gastronomia
A culinária da Índia é o nome genérico da culinária do subcontinente indiano, caraterizada pelo extenso uso de vários tipos de temperos, ervas e outros vegetais, além de frutas locais. Cada família da cozinha indiana possui uma extensa variedade de pratos e técnicas culinárias. Como consequência, varia de região para região, refletindo a variedade demográfica e a diversidade étnica do subcontinente.
A gastronomia na Índia, tem a sua característica voltada para os frutos, cereais e legumes, assim chamados de "satws", e encontra nos legumes e nas verduras o seu maior consumo, pois boa parte da cozinha indiana, é vegetariana devido ao facto de não se utilizar carne de animais, com algumas exceções. O "subji", é um refogado de legumes, o prato típico é o tali, que é servido na mesa, e é feito com arroz aromático indiano, o dhal, que são grãos, parecidos com a ervilha, e acompanha-se do pão que se chama na cozinha indiana de chapati.
Os molhos podem ser preparados com hortaliças, ou frutas conservados num sumo de vinagre, molho picante, já o "bhaji". Faz parte das refeições os legumes, frutos secos, iogurte, o purê de lentilha, sendo que a "raita" é um molho feito de iogurte, ao qual pode ser acrescentado grão de bico. Usa-se muito a pimenta malagueta. Bebe-se bastante chá de maçã, e hortelã e gengibre fresco. Junto aos restaurantes de Nova Deli, o turista poderá pedir um prato típico do cardápio da cozinha indiana, para provar esta culinária milenar, preparada com muitas especiarias.
Clima
O clima da Índia varia de calor no sul a um clima mais frio (muito frio) no norte. Nas regiões setentrionais neva com frequência no inverno. A paisagem é muito variada e pode-se contemplar desde zonas muito áridas, como no deserto de Thar junto ao Paquistão, bosques e savanas ervosas, e que ocupam a quinta parte do território indiano até montanhas gélidas, como no Himalaia. A Índia recolhe a sua chuva graças às monções.
No norte da Índia há 5 estações - verão: de Maio a Junho; monção: de Julho a Setembro; Outono: de Outubro a Novembro; Inverno: de Dezembro a Janeiro; e Primavera: de Fevereiro a Abril.
No sul, e em geral no litoral, o clima é tropical húmido, sujeito a regime de monção e com pouca variação de temperatura.
A melhor época para visitar o país é entre Outubro e Março.
Segurança
Considerando os incidentes recentes no Estado Indiano de Cachemira, entre forças militares indianas e paquistanesas, bem como actuação por todo o território de grupos terroristas, desaconselha-se vivavemente qualquer deslocação não essencial ao Estado Indiano de Jammu e Cachemira.
A realização de viagens turísticas a este país deve ser objeto de uma especial preparação e cuidado, dada a extensão do país, a diversidade religiosa, cultural e linguística e a permanente possibilidade de conflitos inter-religiosos e separatistas em boa parte do território. Regra geral, a Índia é um país pacífico e seguro, mas o viajante deve estar sempre atento à sua segurança e dos seus bens. Existe por parte das autoridades um sentimento de preparação para uma permanente ameaça terrorista e irrupção de casos de violência comunal em vastas zonas, o que pode dificultar qualquer viagem.
Nos últimos anos registou-se um aumento de agressões sexuais contra as mulheres, não só indianas mas também estrangeiras. Recomenda-se assim o exercício das devidas precauções, desaconselhando-se que viagem sozinhas e/ou aceitem quaisquer convites feitos por desconhecidos. Deve ser tomada atenção com o tipo de roupa utilizado, evitando chamar atenção sobre si.

O consumo e a posse de drogas é ilegal e sujeito a sérias consequências penais, com prisão efetiva (em condições salubres muito precárias).
Saúde
As doenças mais frequentes são as hepatites, tuberculose, cólera, malária, dengue e outras febres. As condições médico-sanitárias e higiénicas não são adequadas fora dos grandes centros. Nas principais cidades, porém, há bons cuidados médicos, essencialmente nos hospitais privados.
Não há vacinas obrigatórias para a entrada na Índia, à exceção da vacina contra a febre amarela, para passageiros provenientes de zonas afectadas. Aconselha-se, antes da partida, a realização de uma consulta médica de aconselhamento ao viajante.
Não se deve ingerir água que não seja engarrafada e selada. É importante ter em mente que o gelo das bebidas pode não ser de água potável. São de evitar os legumes crus, mariscos, ostras e molhos.
Aconselha-se a subscrição de um seguro de saúde com cobertura neste país, sendo aconselhável que preveja a evacuação médico-sanitária a partir da Índia.
Telecomunicaçõe e Eletricidade
Telemóveis
O uso de dispositivos móveis pode ser usado caso tenha o roaming ativado, contudo, atenção a encargos muito elevados de roaming.

Internet
A India está bem servida de serviços de internet, existem vários cybers-cafes com conexões de alta velocidade.
No caso de se ter um laptop ou notebook, existem inúmeros cafés que disponibilizam a conexão wi-fi gratuita.

Eletricidade
A eletricidade é de 230 Volt 50 Hz e com tomadas para fichas de dois pinos.
Aconselha-se ter um kit de adaptadores para as tomadas.

Outros destinos turísticos mundiais

Ilhas Maurícias
Maurícias
Eslováquia
Eslováquia
Noruega
Noruega
Fuerteventura - Ilhas Canárias
Espanha

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

Pamukkale, Turquia
Turquia
Bruxelas
Bélgica
Parintins - Amazónia
Brasil
Amesterdão
Países Baixos
Porquê reservar com CLUBE TRAVEL
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais