África do Sul

Destino de férias na natureza
Fotos de: África do Sul
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
Campos de Golfe
O que visitar
Onde Comer
Onde Divertir
Consulados & Embaixadas
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

África do Sul
África do Sul, oficialmente República da África do Sul, é um país localizado no extremo sul da África, entre os oceanos Atlântico e Índico com 2.798 quilómetros de litoral. É uma democracia parlamentar, limitado pela Namíbia, Botsuana e Zimbábue ao norte; Moçambique e Suazilândia a leste; e com o Lesoto, um enclave totalmente rodeado pelo território sul-africano.

O país é conhecido pela sua diversidade de culturas, idiomas e crenças religiosas. Onze línguas oficiais são reconhecidas pela Constituição do país.
Língua oficial
Africaner, Inglês, Ndebele, Sesotho do norte, Sesotho do sul, Swazi, Tswana, Tsonga, Venda, Xhosa e Zulu
Moeda
Rand
Documentação
Os cidadãos pertencentes à União Europeia que pretendam visitar a África do Sul em turismo não necessitam de visto. Os serviços de imigração e fronteiras exigem, todavia, à entrada no país, a apresentação de um passaporte com pelo menos duas páginas livres e válido por, pelo menos, trinta dias após a data prevista para a saída.

Os cidadãos de todos os outros países devem estar na posse de documentos que justifiquem o objetivo e as condições da sua estadia, assim como de recursos económicos suficientes para a sua estadia ao longo do período que pretendem permanecer na África do Sul.

Os documentos que são necessários para apresentar variam de acordo com o motivo da viagem.
Tendo em conta as várias condições necessárias para a entrada na África do Sul, sugere-se que se contacte com a Embaixada ou Consulado Sul Africano no país de residência do visitante, para verificar estes requisitos antes de iniciar sua viagem.
Turismo
A África do Sul possui muita beleza natural e o turismo pode incluir aventura, safári, lazer e encantadoras atrações turísticas e históricas. Possui muitas praias, florestas, desertos e montanhas com neve. São frequentes os festivais de música, cinema e arte.
As trilhas ecológicas são uma atração especial. Existe uma rede de trilhas sinalizadas que envolve as nove províncias. As opções incluem caminhadas nas montanhas, florestas, cavernas, litoral, semi-árido e desertos.

O visitante em busca de emoção, tem à disposição todo tipo de atividade e de esporte de aventura, incluindo trilhas 4x4, trilhas para excursão e trilhas para serem percorridas em póneis, além da prática de mountain biking, de mergulho, de bungee-jumping, de subida à montanha, e até mesmo de "bateia de ouro" (gold panning).

A província de Mpumalanga é uma das melhores regiões africanas para o turismo de aventura, com opções de mountain-biking, trilhas ecológicas, passeio a cavalo, rafting e passeio de balão de ar quente. O Blyde River Canyon é um dos melhores locais para hang-gliding.

O turismo ecológico na África do Sul é certamente especial. Existem fazendas especializadas em receber turistas que buscam essa opção, fornecendo acomodações aconchegantes, transporte e guias. Também pode planear a sua viagem por conta própria e divertir-se com as aventuras inesperáveis.

Os apreciadores de plantas deparam-se com experiências gratificantes, como um passeio pela Região Floral do Cabo. Um património natural da África do Sul.

Visitas às Reservas Animais

São passeios às reservas de animais, aos diversos santuários de pássaros, às reservas de água natural, aos spas, além das visitas aos patrimónios naturais locais.

Há vários tipos de alojamento, desde os luxuosos (localizados principalmente em reservas particulares) até os confortáveis chalés. Pode-se também dormir em barracas.

Nas reservas de animais particulares, os visitantes fazem um passeio-observação acompanhados de um guia especializado e encontrar diversos animais no seu habitat. Já nos parques administrados pelas províncias ou pelo Estado, os visitantes têm a opção de fazer os seus passeios por conta própria, embora também tenham à disposição guias para as visitas guiadas.

Safaris

Namaqualand é o mais famoso destino para turistas aficionados em flores. Na primavera, essa região desértica transforma-se num mar de margaridas. Os visitantes ficam totalmente extasiados por conta de tanta beleza proporcionada pelas cores.

Observação de Pássaros

A África do Sul conta com cerca de 800 espécies de pássaros. Apreciar e observar pássaros é um passatempo nacional. Os visitantes têm à sua disposição textos e equipamentos, além de guias que os conduzem aos melhores locais de observação.

São encontradas três espécies de garças: a trançada, a coroada e a azul. A garça azul é o típico pássaro sul-africano.

Turismo Especializado em Pesquisa

A África do Sul esforça-se para preservar o meio ambiente. O país conta com a gestão eficiente das reservas, que desenvolvem uma pesquisa contínua, incluindo a colocação de microchips nos chifres dos rinocerontes, a extração de sangue dos elefantes, o transporte de leões de uma reserva para outra, a libertação de águias etc.

A maioria das reservas animais (como a de Madikwe, próxima de Zeerust) oferece a oportunidade de os visitantes acompanharem no local o trabalho dos veterinários. E aí que terão a experiência única e inesquecível de tocar a tromba de um elefante anestesiado, sentindo a sua respiração ou o seu coração batendo. Os visitantes são sempre mantidos em segurança e afastados logo que os animais despertam.
Gastronomia
A culinária da África do Sul deriva, por um lado, da culinárias dos povos africanos, como por exemplo, os Khoisan, Xhosa e Sotho e, por outro, dos costumes introduzidos durante a época colonial por descendentes afrikaners e britânicos, assim como por seus escravos e serventes, o que inclui as influências da culinária malaia e indiana.

Alguns exemplos são a phuzamandla (em isiZulu "bebida de força"), um alimento tradicional da população negra da África do Sul. É preparado com farinhas e levedura, a que se mistura leite ou água até ficar espesso, e o potjiekos, um tipo de cozinhados da cultura afrikaner, que significa "cozinhar numa panela", mas referindo-se à antiga panela de ferro, o potjie.

Outra das tradições culinárias da África do Sul é o braai, um churrasco geralmente com vários tipos de carnes e enchidos.

A África do Sul também se tornou produtora de vinho, principalmente nos vales em torno de Stellenbosch, Franschoek e Paarl.
Clima
As províncias do Gauteng (Pretoria e Joanesburgo), North West, Limpopo e Mpumalanga (Kruger Park) registam um clima continental com invernos secos e frios (com acentuado arrefecimento noturno), de Maio a Agosto e verões quentes e chuvosos de Outubro a Março. A província do Kwazulu-Natal (Durban) regista um clima subtropical, húmido e muito quente no Verão. A província do Western Cape (Cidade do Cabo) tem um clima mediterrânico, com verões quentes e invernos chuvosos, podendo ocorrer ventos muito fortes. Note-se que, em geral, o período do inverno é mais frio do que se poderia esperar num país do Continente Africano.
Segurança
Evite trazer avultadas quantias em numerário e objetos pessoais de assinalável valor. O viajante deve guardar os documentos de identificação, dinheiro e objetos de valor nos cofres de hotéis ou habitações e ter o cuidado de evitar exibir nas ruas e outros locais públicos máquinas de filmar e fotografar e outros objectos apetecíveis, como telemóveis e jóias. Deve prestar redobrada atenção aos seus pertences e nunca os perder de vista. Deverá sair para o exterior do seu alojamento com o dinheiro e documentação estritamente necessários. Faça fotocópia de todos os seus documentos e não se desloque com originais, salvo quando indispensável.

Nunca ande a pé sozinho ou em áreas isoladas ou mal iluminadas. Andar a pé na via pública deverá ser limitado a áreas ostensivamente policiadas.

Se utilizar o seu cartão de crédito ou de débito, nunca perca de vista o cartão e exija que a transacção seja feita à sua frente. Caso necessite de utilizar Multibanco (ATM), opte por o fazer durante o dia e preferindo máquinas que estejam em locais muito frequentados (centros comerciais, bancos, estações de serviço, etc.). Nunca aceite ajuda de estranhos. Evite levantar dinheiro sozinho. Tente levar alguém que o ajude a vigiar o ambiente à sua volta. Evite circular com grandes quantias em dinheiro, sendo preferíveis os cartões de crédito e os cheques de viagem.

Evite deslocar-se a “townships” e bairros e áreas degradadas a não ser que acompanhado por pessoas que conheçam devidamente a zona ou por agentes turísticos que habitualmente os frequentem.
Saúde
A rede hospitalar pública tem vindo a degradar-se. No entanto existe uma boa rede de clínicas e hospitais privados, sendo, portanto, muito conveniente viajar munido de um seguro de saúde que cubra todos os riscos.

Em áreas não urbanas a água pode estar pontualmente contaminada pelo que se recomenda a respetiva esterilização.

Recomenda-se ao viajante que disponha de informações relativas à sua história clínica, tais como o grupo sanguíneo, alergias, estado cardíaco, medicamentos que toma regularmente ou indicação de qual a substância ativa dos mesmos (dado que as respetivas designações comerciais variam). Há vantagem em viajar com o seu boletim de vacinas.

Deve também fazer-se acompanhar dos medicamentos que necessita diariamente e, para períodos mais alargados, de prescrição dos mesmos.

Encontra-se disponível nas Embaixadas e Consulados sul-africanos um folheto contendo informação sobre todas as precauções de saúde e higiene.

Raiva: Recomenda-se a vacina prévia aos viajantes cujo risco de contágio seja elevado. Em caso de mordedura deve procurar assistência médica imediata.

Febre-amarela: A vacina é obrigatória para maiores de 1 ano de idade provenientes de zonas afectadas. O respectivo certificado de vacinação só é válido 10 dias após a inoculação.

Hepatite: Risco moderado a elevado de infecção, quer no tipo A, quer no tipo B.

Malária: é endémica em certas regiões do país, principalmente nas zonas de baixa altitude (menos de 1000 metros) das Províncias de Limpopo (incluindo o Parque Nacional Kruger), Mpumalanga e KwaZulu-Natal. Podem também ocorrer casos de infeção nas províncias de North West e Northern Cape. O risco é maior nos meses de Maio a Outubro. Recomenda-se a medicação profilática nesta matéria. Dependendo da região para onde se pretende deslocar, consulte o seu médico antes de partir.

Sida: Tenha bem presente os elevados índices de infecção pelo vírus HIV. Adeque os seus comportamentos a esta realidade e use todos os meios de prevenção.
Telecomunicações e Eletricidade
Telemóveis
O uso de dispositivos móveis pode ser usado caso tenha o roaming ativado, contudo, atenção a encargos muito elevados de roaming.

Internet
A África do Sul está bem servida de serviços de internet, existem vários cybers-cafes com ligações de alta velocidade.
No caso de se ter um laptop ou notebook, existem inúmeros cafés que disponibilizam a ligação wi-fi gratuita.

Eletricidade
A eletricidade é de 220 Volts 50 Hz.
Aconselha-se ter um kit de adaptadores para as tomadas.
Outros destinos turísticos em:
África do Sul
Cidade do Cabo
Joanesburgo

Outros destinos turísticos mundiais

Polinésia Francesa
Polinésia Francesa
Eslováquia
Eslováquia
Polónia
Polónia
Alasca
Estados Unidos da América

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

São Francisco, Califórnia
Estados Unidos da América
Alicante, Espanha
Espanha
Dusseldorf
Alemanha
Montreal, Canadá
Canadá
Porquê reservar com CLUBE TRAVEL
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais